Dicas de segurança on-line

O que é phishing? Saiba o que é e não caia em golpes na internet!

By 16 de novembro de 2017 No Comments
O que é phishing? Saiba o que é e não caia em golpes na internet!

Phishing é um termo que veio do inglês, significa “pescar”. Na prática, hackers usam métodos maliciosos para obter informações ou dados pessoais importantes através de mensagens nas redes sociais e e-mails para aplicar golpes.

São enviados e-mails falsos, links direcionando você a websites fakes para levá-lo a revelar informações pessoais, como senhas ou cartão de crédito, CPF e número de contas bancárias ou simplesmente fazer com que seu computador ou celular seja infectado por vírus.

Promoções muito tentadoras devem acender o alerta vermelho. Só nesta semana, foram enviados phishings com promessas de passagens grátis pela GOL, da Latam, brindes do O Boticário e Recarga Fácil. O mais impressionante é a quantidade de gente que acredita. Tem um motivo: mensagens de phishing parecem ser verdadeiras, podem vir de locais que você costuma acessar ou sites que usa.

pishing fraude passagem da Gol

É fácil cair em phishing, veja como os criminosos reproduzem as páginas quase fielmente

Além disso, os e-mails pedem de forma educada por atualizações, validação ou confirmação de informações da sua conta, sempre dizendo que houve algum problema. Você é então redirecionado a um site falso e enganado! Onde serão solicitados os seus dados e então eles são copiados.

É  fácil cair em alguma armadilha dos hackers. Os links dos golpes dessa semana, por exemplo, pareciam bastante com as urls originais usadas pelas empresas. Por isso, neste artigo vamos dar dicas de como identificar os golpes, mesmo quando o hacker faz um trabalho bem feito.

8 dicas para não ser vítima de fraudes na internet

  1. Indício de phishing: erro de português

Sempre verifique o link antes de abrir. Se ele possuir algum problema ortográfico, tenha certeza – cibercriminosos estão tentando enganá-lo com uma página falsa.

  1. Sinal de site confiável: https

Apenas forneça suas informações de login quando a rede for segura. Se você notar que o prefixo “https” antes do URL do site quer dizer que está tudo certo. Se não houver “s” ( de seguro), fique atento.

  1. Desconfie até dos amigos

Mesmo que você tenha recebido uma mensagem ou carta de um de seus melhores amigos, lembre-se: eles também podem ter sido enganados ou hackeados. E é por isso que você deve ser cuidadoso em qualquer situação.

  1. Analise e-mails do trabalho também

A mesma dica vale para e-mails enviados por organizações oficiais, como bancos, agências tarifárias, lojas on-line, agências de viagem, companhias aéreas, entre outros. Até mesmo do seu próprio trabalho. Não é difícil enviar um e-mail que realmente pareça verdadeiro.

  1. Navegue pelo site que enviou o e-mail em vez de clicar no link do e-mail

É melhor não clicar em links dos e-mails ou WhatsApp de qualquer jeito. Ao invés disso, você pode abrir uma nova janela e entrar no seu banco ou loja on-line manualmente. Nesse caso você não perderá o desconto ou a oferta especial (se ela realmente for verdadeira) – e não se tornará um peixe na rede dos cibercriminosos.

  1. Avise à empresa que estão usando o nome dela para fraude

Ao descobrir uma campanha de phishing, você deve reportá-la ao banco (se a fraude tiver alguma associação financeira), ao SAC ou ainda nas páginas oficiais nas mídias sociais (se os links maliciosos são mandados para outros usuários) e por aí vai. Isso contribui para prisão dos criminosos.

  1. Evite acessar contas de banco e similares em redes de wi-fi públicas

Se você puder, não acesse sua conta de bancos e serviços similares em redes públicas de wi-fi, cafés ou na rua. É melhor usar conexões de celular ou esperar um pouco do que perder dinheiro. A questão é que essas redes podem ser criadas pelos cibercriminosos, imitando endereços de sites durante a conexão e deste modo redirecionam sua navegação para uma página falsa.

  1. Tenha atenção especial às mensagens enviadas por WhatsApp e jogos virtuais

Arquivos enviados por seus companheiros de jogos-online ou daqueles grupos de WhatsApp podem conter malwares ou spyware, bem como arquivos anexados aos e-mails. Fique atento!

Mantenha seu antivírus sempre atualizado e se possível evite usar antivírus piratas, eles tendem a piorar a segurança.