Quando fala-se em Otimização de Sites(SEO) o primeiro fator que se deve levar em consideração é o conteúdo acima de qualquer outro fator, pois em terra de SEO conteúdo é rei.

Um conteúdo otimizado para buscas deve unir qualidade com frequência de produção. É preciso passar longe do ctrl+c/ctrl+v, pois ninguém gosta de coisa repetida e malfeita, principalmente o gigante das buscas, Google! A cópia na internet gera penalizações de SEO.

No entanto, o conteúdo tem outras funções além de deixar a empresa nos primeiros lugares das pesquisas. Educar o cliente, ajudar no processo de aquisição e retenção de clientes, além de fortalecer o relacionamento com o público são alguns dos benefícios que sites com conteúdo trazem para a empresa.

Marketing de conteúdo: relacionamento com clientes e conversão

A House se preocupa em gerir e criar conteúdos que sejam chave para o sucesso de negócios. Não falamos aqui apenas de texto, mas de vídeos, imagens, e-books, infográficos e apresentações. Cada um deles tem um peso para o SEO e o marketing de conteúdo de maneira geral.

Textos para SEO(post)

Os textos são a peça mais falada na produção de conteúdo. É explicável, pois eles têm um peso grande em SEO. A boa notícia é que nas mãos de redatores experientes os textos são o tipo de conteúdo produzido em menor tempo.

O ideal é que os sites institucionais tenham um blog anexo para que os artigos sejam melhor trabalhados.

Os textos devem seguir as diretrizes do Google como:

Frequência: é necessário haver no mínimo uma atualização por semana nos blogs. A experiência mostra que o sucesso em SEO é proporcional à frequência de publicações. Assim, as empresas que tiverem estratégia de aquisição baseada em estratégia on-line devem dar mais ênfase na produção de conteúdo e publicarem mais de uma vez por semana.

Pesquisa de palavras-chave: um bom artigo para SEO é mais do que bem escrito. O redator responsável deve fazer a pesquisa por palavras-chave relevantes e levá-las em consideração no momento em que produz o texto. Há ferramentas gratuitas e pagas disponíveis no mercado, é necessário utilizar várias e saber avaliar os resultados.

Tamanho do texto: existe uma lenda de que ninguém lê na internet, só vê imagens. Os dados dos artigos produzidos pela House para diferentes segmentos mostram que conteúdo relevante é lido pelo internauta sim, há textos em que a média de permanência do internauta chega a quase 10 minutos. O Google também exige um mínimo de 300 palavras para cada artigo, caso contrário o site é penalizado. O desempenho dos textos maiores, média de 500 palavras, costuma ser melhor do que dos artigos menores. É uma forma do robô do Google avaliar se o artigo tem mais ou menos profundidade.

Estrutura do artigo para SEO: além de boa redação e de usar as palavras-chave da maneira correta, os textos devem ter uma estrutura amigável para o leitor como entretítulos, conhecidos tecnicamente por tag H2, imagens otimizadas e vários outros elementos recomendados pelo Google.

Imagens otimizadas: fotos e artes nos textos têm função muito maior do que tornar o artigo esteticamente mais interessante. As imagens também podem ser encontradas no Google e para que isso aconteça precisam ser otimizadas, contar com descrição, título e texto alternativo.

Link Building interno e externo: existem duas formas de trabalhar o link building. Uma delas é internamente, na prática ele nada mais é do que adicionar links dentro do artigo que remetam a outros já postados no site ou blog. Já o link building externo é o famoso back link em que outros blogs fazem referência e postam links do conteúdo do seu site. O back link pode acontecer naturalmente, por causa da relevância do conteúdo produzido por você, ou por meio de parcerias em que são feitos acordos de postagens e referências.

Conteúdo rico(bônus)

Além dos artigos, no marketing de conteúdo é importante produzir conteúdos ricos principalmente se a empresa tem como intenção trabalhar com vendas de infoprodutos ou serviços. São materiais gratuitos úteis às personas da empresa e têm como intenção reter o usuário no site. Para ter acesso ao material normalmente são pedidos os dados que possibilitarão estreitar o relacionamento com o internauta.

Podem ser usados como conteúdos ricos:

  • E-books
  • Planilhas
  • Minicursos por e-mail
  • Minicursos em vídeo
  • Webinários(palestras on-line)
  • Entre outros

A produção de material rico exige mais energia dos produtores de conteúdo, envolve a equipe de desenvolvimento para produção da landing page onde o bônus será postado e maior investimento do cliente. No entanto, é uma etapa necessária e que traz grandes ganhos para o projeto.

Tem consequências positivas no SEO, pois aumenta a visualização do número de páginas e tempo de permanência, dois fatores importantes para o ranqueamento das páginas. Além disso, faz que o internauta retorne ao site, pois quem fez o download do bônus começa a receber mais informações relacionadas ao tema do material.

Atualização de conteúdo para SEO

As regras de SEO são atualizadas com frequência pelo Google. Normalmente as novas diretrizes privilegiam o usuário de modo que o produtor de conteúdo e desenvolvedor de sites precise fazer adaptações para tornar o conteúdo mais relevante para o leitor e o site, blog, mais amigável para o internauta. Por isso, é aconselhável que de tempos em tempos os artigos e todo o site sejam reavaliados para identificação de melhorias a serem feitas.

Os responsáveis pela gestão do site e conteúdo também devem ficar atentos às atualizações de SEO. Na House, sempre fazemos o exercício de pensar como o Google para evitar que precisem ser feitas mudanças drásticas nos sites e textos. Os sites e textos mais antigos normalmente precisam de reformulação porque a internet mudou de quando começou a ser usada até hoje.

Assim, se seu site ou blog tem conteúdo produzido há mais tempo, é fundamental que seja feita uma revisão de SEO nos textos. Conte com a House para avaliar e fazer as adaptações necessárias para seu negócio aparecer nas primeiras colocações do Google!

Arquitetura de Sites
Autoridade do Domínio
Link Building
Autoridade da Pagína
Usabilidade
Teste A/B